Blog

Como identificar as principais vulnerabilidades digitais

Proteção de Dados
Luiz Penha
Head de Operações e Infraestrutura de TI

Proteger-se de vulnerabilidades no sistema operacional ajuda a empresa a se prevenir de possíveis cibercrimes

23 Novembro 2021 | Terça-feira 08h00
O termo "vulnerabilidade digital" tem se popularizado ano após ano. Apontada por uma fraqueza nos sistemas computacionais, que pode ser encontrada em componentes de software e hardware, essas vulnerabilidades permitem que hackers invadam e coloquem em risco as informações e dados dos usuários armazenados naquele ambiente. 

O crescimento dessas lacunas é explicado pela expansão no uso da tecnologia por meio de equipamentos como computadores, drones, tablets e smartphones. Deste modo, com o surgimento cada vez mais recorrente de novos equipamentos conectados à internet, surgem, também, tais problemas de segurança da informação.  

Entre os principais impactos causados pelas vulnerabilidades digitais, o aumento de fraudes e cibercrimes tem se destacado. Para se ter uma ideia, de acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian, no primeiro semestre deste ano, o número de ataques fraudulentos contra brasileiros chegou a 1,9 milhão, correspondendo a um aumento de 15,6% em relação ao mesmo período de 2020. 

Diante deste contexto, para estabelecer um ambiente digital seguro, traçar estratégias que minimizem essas vulnerabilidades é essencial. É preciso identificar, sobretudo, quais são as principais vulnerabilidades para se prevenir! 

Tipos de vulnerabilidade 

Formada por dois elementos, a vulnerabilidade é composta pela possibilidade de o invasor acessar o ambiente digital e de poder explorá-lo. Isso significa que não basta apenas entrar no sistema, é necessário que ele utilize ferramentas e meios para vasculhar as falhas encontradas para, enfim, realizar o ataque. Entre os principais tipos de vulnerabilidade, vale destacar: 
  • Vulnerabilidade em redes: conectando múltiplos equipamentos, as redes compartilham diversas informações. Deste modo, uma rede aberta pode apresentar mais vulnerabilidade do que uma rede privada; 
  • Vulnerabilidade em sistemas operacionais: aparelhos de celulares, computadores e outros dispositivos podem apresentar falhas a serem exploradas pelos cibercriminosos. Para evitar essas panes, é importante contar com softwares e sistemas antivírus legais e registrados, mantendo uma rotina de atualização dessas ferramentas; 
  • Vulnerabilidade em softwares e aplicativos: assim como listado anteriormente, contar com sistemas seguros nos dispositivos é fundamental para evitar possíveis riscos à integridade dos dispositivos. É importante fugir de programas ?crackeados?, aplicativos desconhecidos e sites suspeitos.  
Para finalizar, reforço a necessidade de contar com profissionais de TI especializados em segurança digital. É importante, sobretudo, estar sempre atento a todas as possíveis fontes de vulnerabilidade nos dispositivos, a fim de identificar e corrigir o sistema antes de ser vítima de ataques cibernéticos. 

 

Oferecemos soluções de prevenção a fraudes embarcadas em alta tecnologia para verificação de identidade com agilidade e precisão, análise 100% automatizada. Estamos apoiando as instituições em seus processos de validação cadastral, e acima de tudo, prezando pelo relacionamento com seus usuários, com o propósito de identificar o que é realmente genuíno.

O Onboarding Digital está em nosso DNA. Vem pro Time Nextcode!