Onboarding digital ganha força na checagem de Dados

No mercado financeiro, Onboard é a expressão que descreve a atração e captação de clientes. O Onboarding Digital é, portanto, este processo feito com forte utilização de tecnologia. Trata-se do processo de cadastro de clientes via aplicativo ou site utilizando tecnologias para melhora da experiência do cliente e da segurança de todo o processo.

Todo novo candidato ou consumidor tem seu histórico checado por meio do uso de múltiplas soluções que analisam o perfil financeiro, criminal e diversos outros tipos de registros.

Pensando em startups financeiras que trabalham com cadastro de clientes, o Onboarding Digital tem grande importância. Estas empresas em geral têm pouca margem para erro e qualquer problema que traga prejuízos financeiros tem impacto direto na gestão operacional. A segurança digital, portanto, merece foco estratégico.

Além dela, é preciso olhar atento para outras questões desafiadoras:

Fraudes

As fraudes eletrônicas acompanharão eternamente a evolução da segurança digital, muitas vezes andando à frente das empresas. A violação, golpes e o roubo de dados podem trazer prejuízos financeiros e também inviabilizar serviços por determinado período, o que significa perda de vendas e afastamento de clientes. O Onboarding Digital pode diminuir estes riscos ao filtrar a entrada de possíveis fraudadores no banco de dados da empresa por meio de tecnologias como background check e face match.

Privacidade

O vazamento de dados pessoais não deixa de estar relacionado a fraudes, mas como tem impactos mais diretos, sentidos pelos consumidores, a preocupação é ainda maior. Dados, preferências pessoais e número de cartões de crédito, por exemplo, quando vazados podem destruir a reputação de uma empresa. 

validacao-documentos-ocr

Por isso, os esforços para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) devem ser trabalhados em todos os níveis da empresa. Além disso, organizações brasileiras que façam negócio com clientes europeus devem se adaptar ao GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) da União Europeia. É um conjunto severo de regras que definem limites sobre coleta, transmissão de dados e privacidade. Quem faz Onboarding Digital lida com informações delicadas, sigilosas, e deve fazer bom uso destes dados, resguardando-os sempre.

Mudanças culturais ainda em curso

Além do suporte a quem não lida tão bem com a tecnologia internamente, inovando as formas de comunicação com o cliente, as empresas devem buscar constantemente as melhores soluções de prevenção e minimização de ameaças. Isso inclui a filtragem prévia de consumidores ou candidatos por meio de processos como o Onboarding Digital.

O Onboarding Digital ainda é novidade para muita gente. Com as políticas cada vez mais agressivas de segurança, é natural também que os colaboradores de uma empresa levem algum tempo para se adaptarem às novas regras e processos. Isso, claro, se houver uma política interna da empresa para tratar essas questões.

Fale com a Nextcode para implementar essa tecnologia em sua empresa.

Ana Maria

Ana Maria

Responsável pelo conteúdo da Nextcode. Possui vivência na área da tecnologia e conhecimento sobre recursos humanos.

Leave a Reply